terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Facebook Contra-Ataca os Criminosos do KoobFace


O  Facebook divulgou que conseguiu identificar um grupo de cinco criminosos cibernéticos (hackers)que supostamente estariam por trás do Koobface, um software malicioso que conseguiu invadir os computadores de centenas de milhares de usuários do Facebook.
Isso teria rendido milhões à quadrilha que vem mantendo uma vida luxuosa por conta de seus golpes.

As investigações do Facebook e de vários consultores de segurança independentes,descobriram que a turma por trás do Koobface seria um grupo de russos operando livrementen no centro da cidade de São Petersburgo na Rússia.

Os próprios perfis de redes sociais dos cinco homens envolvidos evidenciam que eles tem tido uma boa vida gastando muito dinheiro. A empresa de segurança britância Sophos conseguiu apurar durante suas investigações que numa das folgas do grupo, eles teriam visitado a Espanha, Nice e Monte Carlo terminando sua turnê turística num cassino na Alemanha.

Representantes do Facebook se dizem frustrados com a falta da ação da polícia, tendo em vista que esses criminosos já teriam sido identificados há algum tempo. Essa teria sido a razão que levou o  Facebook a divulgar  o que descobriu.  Vários sites no entanto têm, por razões legais,  tomado cautela por ao divulgar as fotos dos supostos criminosos.

"Tínhamos uma foto de um dos caras com uma máscara de mergulho na nossa parede desde 2008", disse Ryan McGeehan, gerente de investigações do Facebook ao Telegraph.

"As pessoas que se dedicam a este tipo de coisa precisa saber que seu nome e identidade real vão um dia aparecer e eles vão ser presos ", acrescentou Joe Sullivan, diretor de segurança do Facebook .

O Koobface, que surgiu em 2008 através de mensagens falsas no Facebook  e outras redes sociais, é um programa malicioso do tipo "worm" que se espalhou atingindo a rede de amigos das vítimas.
Ao receber e clicar no link de mensagens como "você parece maravilhoso nesse filme", os usuários incautos foram desviados para um site que lhes solicitava a atualização de seus software Adobe Flash.

Na verdade, ao abrir o vídeo este acusava um erro e solicitava a atualização do player Flash.
Ao atualizar o Flash, o usuário caía na armadilha e terminava baixando e instalando em seu computador um vírus,  do tipo ‘botnet’  que entregava  o controle de seu pc a quadrilha russa.

A partir daí, as vítimas passaram a integrar a imensa rede de computadores sob controle da gangue do Koobface. Entre outras ações, eles enviavam propagandas de falsos programas antivírus, alteravam configurações do navegador e fazendo com que as pesquisas feitas no Google pelas vítimas resultassem em links para outros sites maliciosos.

Investigação

A empresa de segurança russa Kaspersky Lab estima que no auge, essa rede de vítimas chegou a atingir 800 mil computadores contaminados. Especialistas ems egurança na internet sustentam que entre junho de 2009 e junho de 2010,  a quadrilha do Koobface teria faturado 2 milhões de dólares.

Os criminosos russos foram rastreados através rastros que deixaram no mundo digital.De acordo com a Sophos,  alguns erros técnicos que cometeram ao configurador o servidor que controlava a 'rede'  de vítimas permitiu que os investigadores coletassem informações essenciais para identificação da gangue.

Uma das características do software utilizado por deste grupo seria deixar grande parte do trabalho pesado de processamento para sites como o Google, Twitter e Facebook. Ou seja, os hackers  não investiam em servidores e na infraestrutura de sua rede criminosa. Com sua estrutura barata  de certa forma facilitaram a ação dos investigadores.

Um analista alemão chegou a declarar que essa gangue é pioneira na proliferação de ataques através de redes sociais.

Segundo os especialistas, a arrogância que os fez pensar que jamais seriam identificados deixou-os vulneráveis. Eles encontraram, por exemplo, uma foto com informações embutidas, chamados "metadados".

Ela havia sido tirada no centro de São Petersburgo por um dos membros da quadrilha que mais tarde forneceu as coordenadas exatas para a Foursquare,uma rede social baseada na localização dos usuários.

O Facebook tranquiliza seus usuários informando que já baniu a ameaça desse worm (Koobface) em março do ano passado, e algumas medidas agressivas e importantes que tomou fez com que esse grupo criminoso desistisse desta que é a maior rede social do mundo.

Eles alertam que algumas redes sociais ainda são alvo dessa quadrilha.
Tendo entregue várias informações sobre os criminosos ao FBI e não tendo obtido os resultados esperados, o Facebook resolveu tomar suas próprias ações.

Começaram divulgando os supostos nomes dos envolvidos, que seriam 5.
O primeiro teria na rede o apelido de leDed sendo o nome verdadeiro Stanislav Avdeyko
Anton Korotchenko teria o apelido de KrotReal
Svyatoslav E. Polichuck possui mais de um apelido:PsViat e PsycoMan
Já Roman P. Koturbach possui o nickname de PoMuc
O último integrante seria  Alexander Koltysehv, cujo apelido é Floppy na rede.

Durante o tempo que tem se dedicado a esses golpes, a quadrilha já teria faturado cerca de 7 milhões de dólares  com seus roubos.

Os ataques realizados pela quadrilha do Koobface evidenciam a dificuldade em prender criminosos que agem na Internet.  Eles normalmente escolhem se instalarem em países que não tenham a tradição de colaborar com autoridades americanas ou européias por exemplo.

Nesse sentido, a Rússia,  mesmo tendo caçado e prendido alguns criminosos virtuais recentemente, ainda é considerada um paraíso para os hackers.  Isso acontece principalmente devido a economia ainda cambaleante, a fraca indústria nacional, a corrupção e a proliferação  do crime organizado no país.

Em Washington, nos Estados Unidos,  questionada sobre o caso pelo jornal The New York Times, a embaixada russa se limitou a dizer que ainda não havia recebido nenhuma informação oficial das autoridades americanas.

"Agora temos que esperar e ver qual será  a (e se haverá) ação das autoridades contra o gang do Koobface", disse Graham Cluley, da Sophos, empresa de segurança que participou das investigações e que divulgou as fotos (ainda que descaracterizadas) dos criminosos do Koobface. No site da Sophos é possível ler em detalhes como foram feitas as investigações e quis foram os principais erros dos hackers.

Fontes:

http://www.telegraph.co.uk/technology/facebook/9020373/Facebook-names-2m-Koobface-hacking-gang.html

http://www.nytimes.com/2012/01/17/technology/koobface-gang-that-used-facebook-to-spread-worm-operates-in-the-open.html?_r=1&ref=technology

http://nakedsecurity.sophos.com/koobface/



Cientistas Desenvolvem Veias em Laboratório


Pesquisadores da Universidade de Cambridge teriam conseguido desenvolver em laboratório os três tipos principais de células que compõem as paredes de um vaso sanguíneo. A descoberta poderá representar uma revolução em vários tipos de tratamentos médicos.

Numa pesquisa que durou quatro anos e que foi publicada na revista Nature Biotechnology, eles afirmaram ter desenvolvido uma técnica eficaz em mais de 90% para produção de vasos sanguíneos em larga escala. Na técnica utilizada, eles teriam  usado células da própria pele dos pacientes para fabricar diferentes tipos de células vasculares de músculos.

Os médicos saudaram a descoberta pois ela pode ajudar no desenvolvimento de tratamentos que salvaria a vidas de pacientes de ataques cardíacos, derrames,  traumas além daqueles que estão tratamento com diálise, por exemplo.

Os cientistas poderiam potencialmente criar vasos sangüíneos em laboratório permitindo que cirurgiões os utilizassem em transplantes evitando assim procedimentos mais arriscados como as chamadas pontes de safena.

A chefe da equipe de pesquisa, Dra. Sanjay Sinha, disse ao Daily Mail que  a descoberta pode realmente revolucionar a medicina: "Esta pesquisa representa um passo importante no sentido de sermos capazes produzir as células musculares lisas que ajudariam a construir estes novos vasos sanguíneos.  Elas poderiam ser utilizadas para construir uma artéria artificial em tubos de ensaio ou poderiam ser injetadas células-tronco diretamente no coração para formá-la dentro dele. "

Uma empresa de biotecnologia americana já tinha conseguido desenvolver vasos sanguíneos pela primeira vez  em junho do ano passado. Eles foram implantados em três pacientes que fazem diálise renal.

Mas a equipe da Universidade de  Cambridge afirma que eles são os primeiros a cultivar tipos múltiplos de células que poderiam ter usos médicos ainda mais amplos.

Tentativas anteriores de construir veias têm exigido plasma, geralmente retirado de sangue de animais. Esse método pode representar um risco uma vez que o sangue de animais e pode conter produtos químicos tóxicos para os seres humanos. A  nova técnica, no entanto,  não usa esse método,  representando menos riscos de saúde.

De acordo com os últimos dados cerca de 12 por cento da população britânica são diagnosticados com distúrbios cardíacos ou circulatórios, enquanto mais de 28.000 são submetidos a operações de ponte de safena anualmente.
Cerca de uma a cada  três mortes na Grã-Bretanha é causada por doenças cardiovasculares,  geralmente devido ao estreitamento ou mesmo o bloqueio dos vasos sanguíneos por depósitos de gordura.

Imagem crédito: www.sxc.hu

Fonte:

Menina Prodígio da Informática Morre aos 9 Anos


O presidente e o primeiro-ministro do Paquistão expressaram suas condolências à família da adolescente prodígio da informática,  Arfa Karim,  que morreu no último final de semana devido a complicações de saúde decorrentes de problemas cardíacos e neurológicos.
Mesmo tendo recebido a oferta de atendimento médico pela gigante do software Microsoft,  Karim não teve a melhora suficiente para poder viajar para os Estados Unidos.
Ela se tornou famosa ao se  tornar a pessoa mais jovem do mundo a receber, com 9 anos de idade,  o certificado de especialista em TI, pela Microsoft,  passando por uma série de exames muito difíceis destinados a consultores e programadores de computador.

A certificação conseguida por ela aos 9 anos de idade (Microsoft Certified Professional) fez com que fosse convidada para conhecer a sede da empresa em Seattle. Lá ela conheceu pessoalmente Bill Gates, presidente da empresa, e até chegou a debater com ele a idéia de um carro que possa se auto dirigir sozinho.

Quando a garota ficou doente, a Microsoft chegou a conseguir alguns médicos americanos para apoiar o tratamento de Arfa no hospital em Lahore, sugerindo inclusive que ela viajasse para os Estados Unidos para ser tratada assim que melhorasse.  Infelizmente seu estado se agravou e ela veio a falecer antes que conseguisse isso.

Os jornais locais homenagearam a menina dizendo que seu talento é um lembrete de que o Paquistão tem mais a oferecer do que extremismo e bombas.
O jornal Dawn chegou a publicar que "O talento de Arfa é um legado para milhões de jovens do Paquistão - um potencial que precisa ser aproveitado" e o Parque Tecnológico de Karachi tecnologia foi rebatizado em sua homenagem com o nome de Karim Arfa IT Media City.


Fonte:


Menina Chinesa Campeã Mundial de Xadrez aos 16 Anos


A menina chinesa Hou Yifan de 16 anos que se tornou a mais jovem campeã mundial de xadrez ao final do ano passado se diz  ‘uma adolescente normal’.
Mas o feito da jovem garota não é nem um pouco normal. Com 14 anos ela já tinha se tornado mestre internacional de xadrez, superando até mesmo a marca conseguida pelo seu principal ídolo, o americano Bobby Fischer.

Ela deu uma entrevista ao jornal britânico TeleGraph, na Associação de Xadrez Chinês, em Pequim, onde ela e sua mãe contaram detalhes de sua vida e como conseguiu chegar onde chegou.

Muitos já prevêem que se continuar nesse ritmo de evolução, não vai tardar até que a jovem Hou supere a húngara Judit Polgar, que com 34 anos é a única mulher entre os 100 maiores jogadores do mundo pela FIDE, a federação internacional de xadrez.

Judit Polgar é também considerada prodígio, tendo se tornado grande mestre aos 15 anos, feito já superado pela adolescente chinesa há dois anos quando se tornou mestre aos 14.
No  ranking mundial medido por pontos (separado do campeonato mundial)  a chinesa Hou, já é a terceira mulher.  Todo esse avanço da menina é um reflexo da própria explosão de crescimento da China como nação. Hoje já existem 10 jogadoras chinesas entre as 100 principais jogadoras de xadrez do mundo. Realmente um avanço e tanto considerando que até 2002 não havia nenhuma chinesa entre essa elite do xadrez mundial.

Essa menina, filha de trabalhadores humildes da China, tem se esforçado bastante em busca de seus sonhos como jogadora de xadrez. Sua mãe, uma enfermeira de 42 anos,  conta que embora não fossem completamente pobres, também não eram ricos e criaram a filha com dedicação buscando desenvolvê-la naquilo que demonstrava talento.

"Não havia nenhum grande sonho ou grande plano para ela. Mas um dia, quando Yifan tinha cerca de 5 anos de idade, um dos filhos de um vizinho lhe ensinou a jogar damas. Depois de ter sido ensinada apenas uma vez ela já passou a vencer facilmente outras crianças mais velhas.
Por isso decidimos focar seu aprendizado em jogos de tabuleiro.
Nós a levávamos a um clube local de jogos, mas ela sempre demonstrou fascínio nas peças ocidentais, como cavalos e castelos, por isso decidimos que o xadrez era o melhor para ela. Naquela época o objetivo era apenas a ampliação de sua mente, ajudá-la em sua educação, nós nunca sonhamos ter chegado tão longe. " contou Sra. Wang ao Telegraph.

Aos sete anos, sua mãe passou a dedicar-se ainda mais ao seu  aprendizado.
Para conseguir tempo,o ela teve que fazer muita hora extra noturna para compensar as horas em que ficava em casa com a filha. A essa altura, a menina já tinha ido além do que o clube de xadrez local poderia lhe ensinar. A família que morava em Xingua,  mudou-se então para a cidade de Shandong para ficar mais próxima de um clube maior de xadrez que inclusive passou a ajudá-los financeiramente além de proporcionar um treinamento mais profissional à criança.
A rotina de Hou passou a ser  5 a 6 horas de xadrez por dia, não sem antes ter terminar todas as tarefas normais da escola.

"Eu tinha muito interesse no jogo, uma paixão por assim dizer, isso significa que eu jamais me aborrecia com a rotina. Nunca desisti de jogar. Acho que é isso que me ajudou a ter sucesso. Sempre quis continuar jogando para continuar aprendendo cada vez mais ", acrescentou ela.

Perguntada sobre se rigor na educação dada por seus pais, ela disse que não, que a dedicação e expectativa de seus pais podem ser consideradas normais na cultura chinesa, sendo que no seu caso a diferença foi ter obtido sucesso.
"Meus pais sempre me deixaram escolher o que eu queria, mas eles disseram que se eu quisesse jogar xadrez, então eu deveria focá-lo completamente. Eu tenho também meus outros estudos e ainda tenho algum tempo para fazer outras coisas, como natação, ouvir música e ler livros. Gosto de ler. Eu recentemente acabei de ler Oliver Twist como atividade para meu aprendizado de inglês. É um excelente livro."

Apesar do prêmio de 60 mil dólares ganhos pela conquista do campeonato mundial  e do governo da cidade de Shandong ter prometido comprar uma nova casa para sua família,  Hou diz que não joga por dinheiro, mas para vencer.

"Metade do dinheiro ganho foi para a federação de xadrez, e uma parte foi para os impostos. Mas de qualquer forma eu tenho tudo que peço aos meus pais. Se eu precisar de algo é só pedir. Após o campeonato mundial, eu pedi um computador novo e mais rápido porque o meu antigo  era muito lento para os bons programas de xadrez. " disse ela.

O destino de Hou passou realmente a mudar quando ela aos nove anos de idade disputou uma partida com o grande mestre chinês Ye Jiangchuan. É ele quem seleciona jogadores talentosos pelo país. Jiangchuan jogou contra ela e percebeu o talento da menina que o envolveu durante a partida principalmente quando ele fez algumas jogadas consideradas fracas.
"Ela tinha sabedoria além da sua idade. Apesar de precoce, é uma jogadora agressiva e destemida. Ficou claro para mim que ela tinha um talento muito raro."
Ele levou-a a estudar na Associação Chinesa de Xadrez, em Pequim,  sob sua responsabilidade,  onde ela estuda e aprimora seu potencial que segundo especialistas ainda pode evoluir muito.

Ye, seu treinador,  admite que tradicionalmente as mulheres não conseguem superar os homens no xadrez,  porque esse é um jogo de tática e estratégia militar, própria do mundo masculino.  Mas que com a vontade de ganhar e agressividade no jogo demonstrada por Hou, ela poderá superar até mesmo os melhores jogadores.

Mas Hou se mostra humilde ao ser perguntada sobre essas ambições: “Acho que tenho que manter o trabalho e seguir os conselhos de meus pais além de jogar xadrez e deixar a natureza seguir seu curso. Foi assim que eu consegui minha posição atual.” afirmou ela.

Se um dia a jovem Hou vai conseguir superar os grandes mestres internacionais de xadrez, só o tempo dirá. O que vale no momento é admirar  o talento surpreendente dessa moça meiga que ao jogar xadrez se transforma em praticamente outra pessoa. Sua agressividade no xadrez a transforma momentaneamente numa fera.

Fonte:


Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares