segunda-feira, 21 de março de 2011

Ratos Regeneram o Coração Logo Que Nascem


Cientista americanos descobriram que ratos recém nascidos podem regenerar o tecido de seus próprios corações.
Os pesquisadores retiraram um significativo pedaço do coração dos filhotes de ratos um dia após terem nascido e em três semanas os animais recuperaram a parte retirada.
A habilidade de regenerar o coração já havia sido identificada em peixes e anfíbios, mas essa é a primeira vez que esse processo é identificado em mamíferos. Os especialistas afirmam que a compreensão deste processo poderia proporcionar um grande avanço no tratamento do coração humano.

Os pesquisadores da Universidade do Texas removeram cerca de 15% do músculo cardíaco do ápice ventricular esquerdo do coração dos filhotes de rato um dia após o nascimento. Incrivelmente o órgão começou a se regenerar tendo sido restaurado completamente em 21 dias. Em cerca de dois meses o coração já aparentava estar funcionando normalmente.

Entretanto, quando a mesma experiência foi repetido em ratos um pouco mais ‘velhos’, com uma semana de vida, o coração não conseguiu se regenerar. Isso sugere que a capacidade de regeneração nos ratos dura muito pouco tempo após o nascimento.
Acredita-se que as células do coração dos ratos tem um curto período de tempo após o nascimento no qual elas podem continuar a serem replicadas e se regenerarem.
O professor Eric Oson, que participou nessa pesquisa advertiu que não há evidências de que o mesmo mecanismo possa ocorrer em humanos.
Ele declarou que testes posteriores evidenciaram que a regeneração da parte amputada foi possível graças à migração de células pré-existentes no próprio músculo cardíaco e que não há evidências de que as células reparadoras vieram de células tronco.
Muitos anfíbios e peixes (sendo o mais conhecido o peixe-zebra) tem a habilidade de regenerar o músculo do coração mesmo depois de adultos.
O professor Olson acredita que pesquisas futuras poderão mostrar que os seres humanos também possuem esta capacidade, embora no momento não haja nenhuma previsão deste tipo de experimentos envolvendo humanos. Isso porque muitas das funcionalidades identificadas nos corações dos ratos são comparáveis com as do coração do homem.
O grande desafio dos pesquisadores a partir de agora é encontrar uma forma de ‘despertar’ novamente esta capacidade de regeneração nos ratos adultos e quem sabe no futuro conseguir recuperar o coração de pessoas que sofreram ataque cardíaco.
Leia a matéria completa (em inglês) no site da BBC news em:
http://www.bbc.co.uk/news/health-12573922

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares