quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Como as Salamandras Regeneram Membros Amputados



Avançam as pesquisas na regeneração de membros humanos depois que cientistas descobriram o princípio por trás da regenração de membros que ocorre nas salamandras.

Pesquisadores descobriram que os anfíbios parecem formar membros a partir de células que aparentemente possuem a memória de como criar ossos, músculos ou nervos.
Como as salamandras mexicanas – conhecidas como 'axolotls' ou ‘monstros da água’ – fazem isso ainda é um mistério, conforme noticiou o jornal Nature.

Mas a equipe de cientistas do Dr. Elly Tanaka do Centro para Terapias Regenerativas em Dresden, Alemanha , espera que a técnica usada pelas salamandras para recriar membros possa um dia ser utilizada em pessoas que tiveram membros amputados.

O pesquisador Malcolm Maden da Universidade da Flórida, que trabalhou no estudo afirmou que: 'Esse trabalho dá mais esperança de que um dia sejamos capazes de promover a regeneração de tecidos nas pessoas'' .

Até certo ponto, todos os animais conseguem realizar algum tipo de regeneração. A unha humana cresce após ser cortada assim como alguns cortes curam-se deixando no local uma mínima cicatriz.

Nas salamandras, os vasos sanguíneos contraem-se rapidamente e limitam o sangramento quando um membro é cortado. Células da pele rapidamente cobrem o ferimento e formam o que é chamado de blastema. Pesquisadores supõem que nesses casos, células troncos ‘pluripotentes’ estejam agindo na área afetada.

Células tronco, como se sabe, são um tipo de célula que tem a capacidade de se transformar em qualquer outra célula do corpo. Essas células podem ser encontradas em embriões de poucos dias de desenvolvimento, levemente diferentes entre si, dando origem a células de vários tipos como músculos, nervos, pele ou sangue.

A equipe do professor Elly Tanaka descobriu que o ‘blastema’ não é composto estritamente de células tronco embrionárias, mas são constituídos de células tronco um pouco mais maduras. Ele escreveu: “É possível que as células que recobrem a área amputada façam com que sejam reprogramados eventos que as permitam reiniciar os processos embrionários de formação de tecidos, mesmo que elas não se convertam novamente ao estado de células ‘pluripotentes’.”

Embora individualmente cada célula do blastema não tenha a capacidade de criar ossos, músculos e nervos elas parecem ser pequenos grupos de células predestinadas a esse resultado.
Talvez seja possível replicar esse processo algum dia em outros animais e eventualmente em pessoas, afirmam os pesquisadores.
A capacidade que as salamandras adultas possuem de gerar essas células que reconstroem um membro inteiro após uma amputação é única entre os animais.


Referência: http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1196977/How-salamander-help-regrow-limbs.html

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares