segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Livro o Clube do bang Bang e a foto da criança observada pelo urubu na áfrica

O Clube do bangue – bangue
Greg Marinovich - João Silva
Editora - Companhia das letrasTradução – Manuel Paulo Ferreira
Foto tirada por Kevin Carter que lhe rendeu o prêmio Pulitzer de jornalismo em 1993. A imagem foi obtida no Sudão durante uma caravana que levavam alimentos a refugiados.

Ao término do sangrento período do regime do Apartheid na África do Sul, quatro competentes fotógrafos que eram ao mesmo tempo amigos e rivais,uniam-se para enfrentar o perigo que representava a cobertura da violência que irrompia implacável
na região . Uma revista teria publicado que eles eram os paparazzis do bang bang. Mais tarde a própria revista troca a expressão para 'Clube do Ban Bang' em referência ao trabalho que os fotógrafos desenvolviam em meio a tiroteios e atrocidades constantes.

Os destemidos fotógrafos tiraram algumas das mais inesquecíveis fotografias de guerra deste período da história. Esse destemor que trouxe-lhes a fama internacional teve um preço alto.
Em abril de 1994, apenas alguns dias depois que um deles, Kevin Carter, recebeu o prêmio Pulitzer, Greg Marinovich e seu parceiro de fotografias Ken Oosterbroek foram feridos a tiro enquanto faziam a cobertura de um tiroteio nas imediações de Johannesburgo.

Quando Oosterbroek tombou fatalmente atingido, João Silva ficou dividido entre tirar fotos de seu colega ou levá-lo para uma área segura.
Três meses depois, Carter, que estava comemorando o prêmio Pulitzer quando seu melhor amigo morria, suicidou-se. Usando uma mangueira ele fez com que a fumaça do escapamento o asfixiasse dentro do seu carro.
A foto acima também foi agraciada com o prêmio Pulitzder e foi tirada por Greg Marinovich no exato momento em que um homem após ter sido perseguido e incendiado pela multidão leva uma golpe de facão na cabeça .



No livro The Bang-Bang Club, Marinovich e Silva refletem sobre sua jornada política, emocional e pessoal ao longo desses anos violentos a medida que a Africa do Sul andava em direção a uma democracia não-racial. Na trajetória dos fotógrafos do Clube do bang bang, estão além da áfrica do sul outras regiões conflagradas como a ex-Yugoslavia e o Sudão onde Carter fez a mundialmente famosa foto da criança definhando de fome que é observada de perto por um abutre que parece aguardar pela sua morte.
O livro propõe um profundo questionamento sobre a atitude do fotógrafo diante dos fatos que presencia. Quão longe se pode ir para perseguir uma boa imagem? Quando o jornalista deve deixar de lado sua imparcialidade e se envolver?


Esses e outros dilemas instigam a leitura do livro Clube do Bang Bang.

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares