quarta-feira, 29 de julho de 2009

Garoto seria Piloto da Segunda Guerra Reencarnado




Nos últimos 5 anos um garoto americano chamado James Leininger tem tido lembranças de um outro James: O Tenente James McCready Houston, morto em combate perto da Ilha de Iwo Jima durante a segunda guerra mundial. A precisão dos relatos do menino levou muitas pessoas a acreditarem que ele é a reencarnação do piloto americano.

Tudo começou quando James Leininger tinha apenas 2 anos. Foi quando ele começou a demonstrar conhecimentos sobre aviação. Seus pais, Bruce e Andrea, passaram a verificar se as informações descritas por seu filho e constataram que estavam corretas. Mas foi depois que o menino visitou o Museu de Aviões Kavanaugh, em Dallas, no Texas que eles passaram a ficar preocupados.

O garoto passou a ter pesadelos recorrentes sobre seu avião ter sido abatido por uma aeronave japonesa com o desenho de um sol vermelho. Andrea contou ao jornal Tribune-Review News que o menino gritava: “Aeronave cai, em chamas, o homem não consegue sair!'”.
Certa vez, ainda com 2 anos de idade sua mãe foi lhe comprar um avião de brinquedo. Ela pegou um modelo e lhe disse que na parte inferior havia uma bomba, mas James logo lhe corrigiu dizendo que não era uma bomba mas um pequeno tanque de combustível.

Como a família não tinha parentes militares e nenhuma ligação com aviação, a mãe estranhou muito.
Ela relata que não fazia bolo de carne fazia 10 anos, desde muito antes do filho nascer:”Fiz um bolo de carne e depois de pronto, eu chamei James para a refeição e ele logo que sentou à mesa disse: “'Bolo de Carne! Eu não como isso desde que eu estava no Natoma.” Outra vez quando lhe serviu sorvete o garoto teria dito:”Nós podíamos tomar sorvete todos os dias quando nós estávamos no Natoma."

Como o menino afirmava ter sido morto quando seu avião caiu em chamas no mar e que seu nome tinha sido James Houston, o pai do garoto, Bruce Leininger, começou então a pesquisar e terminou descobrindo que houve realmente uma embarcação chamada Natoma Bay, que lutou na batalha de Iwo Jima e que tinha entre seus tripulantes um tenente chamado James Houston.

Bruce, que recentemente escreveu o livro “Soul Survivor: The Reincarnation of a World War II Fighter Pilot" ("A alma sobrevivente: A reencarnação de um piloto de combate da II Guerra Mundial") se diz gratificado com a situação alegando que isso ajuda a manter a memória de soldados como James Houston vivas ". O livro é um tributo a esses homens do navio Natoma Bay – Esta é a forma que eu tenho para eternizá-los. Nós não devemos esquecê-los.”

A família do menino conseguiu localizar alguns parentes do piloto morto. A irmã de James Houston, Anne Barron, atualmente com 87 anos, disse acreditar nos relatos do menino: ”É muito difícil de dizer, mas tem que ser verdade. Ele sabe muitas coisas. Por alguma razão ele sabe essas coisas.” Ela disse que seu irmão desde criança queria voar e se alistou na Marinha dos Estados Unidos depois de cursar um ano de faculdade.

James Huston teve seu avião derrubado em 3 de Março de 1945, durante sua 50ª missão. Ironicamente era previsto que esta seria sua última missão antes de retornar para casa no mês seguinte, conforme conta sua irmã. "Eu não acho que quando nós morremos nós simplesmente paramos. Eu não acho que saberei até o dia em que eu mesmo morrer”, afirmou Anne Barron.

Já o primo do piloto, Bob Huston, de 74 anos, concorda: "Para mim é impressionante. A forma como o garoto descreveu como o avião de meu primo foi abatido é exatamente como foi relatado para minha mãe e seu pai.”

Bruce Leininger diz que fica feliz que as lembranças de seu filho James venham sendo menos frequentes a medida que ele vai crescendo: ”Nós queremos que ele tenha sua própria vida. Ele costumava ser interessado por aviões mas agora já mudou para Star Wars, então isso já é um avanço.”.

Mesmo assim ele admite que seu filho ainda tenha de certa forma um jeito que lembra uma alma antiga: "Ele costuma usar algumas expressões fora de moda e que mesmo nós nunca usamos. Ele tem interesse em ver coisas que tenham um apelo histórico, em vez de querer ir na Disney World, por exemplo.” Diz seu pai.

Quando o garoto tinha 6 anos de idade, (ele agora tem 11) ele foi levado por seu pai a uma reunião de veteranos que serviram no Natoma Bay. James foi capaz de reconhecer um dos ex-tripulantes do navio após 60 anos. O comentário do garoto foi: "Como eles estão velhos...”

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares