terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Robô cantando Beatles já não é mais coisa do futuro...


E se um dia você receber um telefonema de um robô falando com a mesma voz de um parente ou amigo seu?
E se de repente você ligasse o rádio e ouvisse alguma canção nova na voz de elvis presley cantada por um robô?
Se você é daqueles que pensa que isso é uma realidade muito distante, que é coisa de ficção científica e que jamais vai se tornar realidade, saiba que a pesquisa de voz sintetizada já está bem avançada e esses exemplos podem logo se tornar verdade.
Muitas pessoas acham que sintetizar voz (ou no inglês speech synthesis ) refere-se a apenas ‘falar’ textos utilizando uma voz parecida com a humana.
A equipe de pesquisa da Microsoft informa entretanto que as possibilidades são muito maiores do que ler textos ou simplesmente falar. Uma das mais fantásticas características da voz humana é a capacidade de cantar.

Durante os últimos 50 anos os sintetizadores musicais evoluíram a ponto de conseguirem reproduzir praticamente qualquer instrumento acústico, exceto o mais conhecido de todos: a voz humana.

A razão para isso é que as sonoridades provocadas pela voz humana quando está cantando é de uma complexidade e versatilidade que supera qualquer instrumento musical, como afirma Mark Cecys, pesquisador da Microsoft que trabalha no projeto de tecnologia de voz sintetizada. Mas essa limitação já está sendo superada pois os computadores já podem cantar as letras além de tocar as melodias e sonoridades dos instrumentos musicais.

Combinando um software de áudio (wavetable synthesizer ) para tocar a parte instrumental com o programa Microsoft Whistler para ‘cantar’ as letras das músicas, os pesquisadores geraram alguns arquivos que podem ser baixados na área ‘Research’ do site da Microsoft. Esses arquivos são surpreendentes e ilustram as possibilidades no campo de sintetizadores de voz.

As notas e as letras das músicas foram informadas usando um editor MIDI comum e depois exportadas como um arquivo MIDI standard para o sintetizador.
O Whistler tenta imitar todas as nuanças da voz humana. Dessa forma, depois de processar e analisar um exemplo de voz, o programa pode reproduzir fielmente suas características soando de forma muita próxima a voz original.

Gostei da versão da canção “Penny Lane” dos Beatles na voz “robô”. Apesar de algumas oscilações que se obeserva em algumas notas, o resultado final é muito bom.
Com direito até à uma segunda voz no final da canção...

Os exemplos de áudio podem ser baixados nos links ao final da página da Microsoft AQUI NESTE LINK

(A foto deste post não tem nada a ver com essa pesquisa da Microsoft. Trata-se de um robô de brinquedo que fala e canta músicas do Elvis Presley e é vendido pela bagatela de US$ 300 dólares. Mais informações podem ser encontradas AQUI)

Via:

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares