sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

YouTube remove 2 bilhões de visualizações falsas de vídeos

O Youtube,  maior portal de vídeos do planeta, removeu nos últimos dias mais de 2 bilhões de visualizações de vídeos, em sua maioria relacionados à música.
Segundo o site Daily Dot, o motivo do Youtube tê-las removido foi porque empresas como Universal, Sony e RCA,  estavam burlando as estatísticas e criando falsas visualizações de seus vídeos. O  YouTube tomou a iniciativa dessa punição quando percebeu que as produtoras envolvidas contrataram os serviços de sites como o Fiverr que gera visualizações que na verdade nunca existiram, forçando de forma fictícia a popularidade desses vídeos .
 
A maior perda de visitas teria sido a da Universal cujas visualizações foram reduzidas em mais  de um bilhão.
A segunda maior punição foi para a Sony/BMG que perdeu em um dia 850 milhões de visualizações ficando com apenas 2,3 milhões. A RCA perdeu 159 milhões de visualizações ficando agora com cerca de 120 milhões.
 
 
O Google teria confirmado,  segundo o Dot Daily, que essas empresas ligadas a indústria musical teriam violado os termos de serviço do YouTube,  que estabelece que seus usuários não podem aumentar artificialmente o número de visitas aos vídeos. Segundo o Google, eles estão constantemente trabalhando para que a política de contagem de acessos (viewCount ) seja a mais fiel possível, representando dessa forma o interesse real dos internautas.
 
É sabido que atualmente existem muitos sites oferecendo serviços que prometem a possibilidade de aumentar a exposição na web. O YouLikeHits, por exemplo,  permite ao usuário aumentar o número de likes no Facebook ou mesmo o número de seguidores no Twitter.
Esse tipo de artifício não é nenhuma novidade pois já faz algum tempo que o agregador de notícias Digg oferece serviços de "votos" pagos para forçar notícias a ocuparem as primeiras posições em seu site.
 (imagem:Info Abril)
 
 

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares