quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O fim da miopia e do uso dos óculos?


Cientistas ingleses identificaram um gene que estaria envolvido no desenvolvimento da miopia. Esta descoberta abre caminho para novos tratamentos que previnam o surgimento da doença. A espectativa dos pesquisadores é tão boa que o chefe da equipe,  Dr. Chris Hammond  estima que em cerca de 10 anos a miopia poderia ser curada através de colírios.
"Nós já sabíamos há muitos anos que o fator mais importante para o risco de desenvolver miopia a medida que envelhecemos é o nosso histórico familiar. Se um dos pais ou ainda pior, os dois possuem essa deficiência visual então você tem uma chance consideravelmente maior de também tê-la. Só que até agora, nós não tínhamos identificado nenhum gene responsável por essa suscetibilidade" afirmou o Dr. Hammond em entrevista a BBC News.
A miopia, que faz com que a visão de objetos distantes pareça turva, geralmente começa na infância, e parece estar atingindo cada vez mais pessoas no mundo todo. No Reino Unido ela já afeta cerca de um em cada três adultos.
No estudo que durou cerca de 12 anos e que envolveu cerca de 4 mil gêmeos, pesquisadores do  King College de Londres identificaram o gene RASGRF1 como um dos que que tiveram variações compartilhadas por pessoas com miopia.
Considerando que um outro estudo nos Países Baixos encontrou um segundo gene que também atua na redução da visão,  o Dr Hammond considera que provavelmente existam vários genes responsáveis e que embora o gene identificado não seja ‘O gene da Miopia’, a descoberta certamente é um passo muito importante para a compreensão de como a doença se desenvolve.
A redução da visão na miopia ocorre porque o globo ocular cresce demasiadamente prejudicando a capacidade de concentrar a luz corretamente. Na maioria das crianças, quando o olho atinge o tamanho correto ele pára de crescer, já naqueles que irão desenvolver miopia o globo ocular continua crescendo.
O Dr Hammond acredita que colírios ou comprimidos adminsitrados à criança ou adolescente poderiam bloquear  por vias genéticas esse crescimento, embora tenham que ser feitos rigorosos testes para avaliar possíveis efeitos colaterais de um tratamento desse tipo.
Ele diz que embora a miopia seja geneticamente determinada,  ela é também disparada pela vida moderna. O tempo maior que as crianças tem dedicado a atividades dentro de casa,  e a utilização mais freqüente de computadores por exemplo poderia também estar relacionada ao aumento dos casos de miopia em todo o mundo.
Falta de atividade ao ar livre é um fator de risco assim como o excesso de atividades que envolvem visão a curta distância, tão comuns na sociedade moderna. Já é sabido que o aumento dos casos de miopia está relacionada com o tempo dedicado a educação e que sociedades de nível educacional elevado estão mais expostas ao problema. Sabe-se que, por exemplo, que em Singapura, 80% dos adultos têm miopia, e que esta alta incidência provavelmente esteja relacionada ao sistema de ensino intensivo.
Se vivêssemos numa sociedade que utilizasse basicamente a visão a distância como eram nossos antepassados, talvez a miopia não estaria atingindo números tão alarmantes como os atuais. O tratamento genético poderá reduzir bastante essa incidência já que os fatores da vida moderna são mais difíceis de serem evitados.
O Dr. Hammond contém a euforia daqueles que acham que essa descoberta estaria decretando o fim dos óculos no futuro, até porque ainda há a presbiopia que afeta a visão de curta distância e a qual não há ainda tratamentos cirúrgicos. Ele considera também que não será possível evitar a miopia em todos, levando em conta que há ainda outros genes envolvidos,  mas o que se espera é que essa descoberta represente um impacto importante para a maioria das pessoas.
As alternativas nos últimos anos para as pessoas que sofrem de miopia tem sido as lentes de contato e as cirurgias corretivas por laser.

Fonte: http://www.bbc.co.uk

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares