segunda-feira, 2 de julho de 2007

Cuidado com a Esponja Incendiária


Bombeiros americanos tem alertado sobre os perigos de utilizar o microondas para esterilizar esponjas e panos de pia. Submetendo esponjas ao microondas por 2 minutos pode eliminar até 99% das bactérias que habitam as esponjas, segundo o Journal Environment Health.

Mas já houve um relato de incêndio numa cidade americana quando alguém tentava esta técnica.

Os pesquisadores alertam que deve-se submeter apenas esponjas umedecidas. No entanto, especialistas em segurança alertam para que não seja tentado tal procedimento. Existem muitas elementos que podem variar de um caso para outro, a composição da esponja ou pano de pia, a potência do aparelho de microondas, etc. Isso tornaria esse tipo de ‘esterilização’ muito perigosa.

Esponjas e panos de pia são uma fonte muito comum de doenças em função das bactérias que abrigam e que tem origem em resíduos de ovos crus, carnes e vegetais decompostos, somados a condição de umidade constante existente nesses materiais. Entre essas bactérias podem estar as temidas E.Coli e a Salmonella.

Num estudo feito na Universidade da Flórida, os pesquisadores contaminaram esponjas e panos de pia (de origem plástica) com água suja que continha bactérias fecais, vírus e parasitas.

Eles então submeteram o material contaminado por diferentes intervalos de tempo à esterilização no microondas. Depois de 2 minutos, 99% das bactérias estavam inativas, sendo que bactéria E.Coli foi eliminada em 30 segundos. Mesmo esporos do bacilo cereus que são normalmente bem resistentes a radiação, calor e agentes químicos foram completamente erradicados em 2 minutos.

O professor Britton que chefiou o experimento disse que é mais provável que seja o calor provocado pela excitação das moléculas da água , ao invés da radiação, que promoveu a eliminação da contaminação. Ele recomendou que sejam submetidas apenas esponjas úmidas e materiais não metálicos. Jamais esponjas de aço por exemplo.

Apenas 2 minutos, dia sim, dia não, seriam suficientes para quem cozinha regularmente. Segundo ele, as pessoas colocam freqüentemente as esponjas e panos de pia na lavadora de louça. Mas se elas quiserem realmente descontaminá -los ao invés de simplesmente ‘limpá-los’ elas deveriam usar o microondas.

Ele também verificou se é possível esterilizar seringas com o microondas. E a conclusão foi que neste caso deveriam ficar no mínimo 12 minutos para eliminar esporos do bacilo cereus.

Um outro especialista em segurança alimentar, Professor Hugh Pennington da Universidade de Aberdeen disse que o aquecimento é uma forma efetiva de esterilizar material de cozinha, mas que seria preferível que as pessoas não usassem esponjas.

Ele acrescentou que a maioria dos casos de contaminação por alimentos ocorrem quando as pessoas cortam frango cru sobre superfícies que depois são usadas para cortar outros alimentos que são ingeridos sem a necessidade de cozimento, como saladas por exemplo.

No entanto, especialistas em prevenção de acidentes advertem que os microondas devem ser usados apenas para o propósito para o qual foram projetados. Existe o risco de causarem incêndio se forem usados para aquecer materiais potencialmente inflamáveis.

Referência: BBC NEWS, LiveScience


Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares