quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Cientistas Tentam Ler a Mente Humana - A Leitura do Pensamento



Um mundo onde os nossos pensamentos podem ser lidos, onde tudo o que pensamos pode ser reproduzido por máquinas. Um novo estudo divulgado por pesquisadores da Universidade de Berkeley, Estados Unidos, evidencia que podemos estar muito perto de conseguir traduzir os pensamentos humanos, permitindo no mínimo identificar as palavras sendo pensadas por alguém.

Com base na análise de ondas elétricas cerebrais vindas diretamente do cérebro foi possível aos cientistas reproduzirem as palavras que os participantes da pesquisa estavam pensando.
A possibilidade de decifrar como a mente processa as palavras ouvidas, conseguir reproduzir as palavras que a mente esteja pensando seria um avanço científico de grande utilidade na medicina, por exemplo. 
Tal tecnologia poderia beneficiar pessoas com problemas na fala, ou ainda,  talvez permitir a comunicação com alguém em estado de coma, apenas para citar dois exemplos.

Nos últimos anos, várias abordagens tem sido estudadas envolvendo a tentativa de ler a mente humana. Em 2011, uma série de testes com participantes usando eletrodos conectados diretamente em seus cérebros obteve êxito em mover um cursor na tela de um computador. Nessa pesquisa os participantes pensavam em sons vocálicos que depois de serem 'traduzidos' pelo computador resultavam no movimento do cursor.
Em um artigo na revista científica PLoS Biology os cientistas explicaram que a pesquisa foi direcionada para o entendimento da atividade elétrica cerebral que ocorre na região do sistema auditivo chamada giro temporal superior (STG). AO analisar o padrão de ondas nessa região foi possível reproduzir as palavras que os pacientes estavam ouvindo durante uma conversa.

 De acordo com Robert Knight, um professor em Berkeley:
"Nossa descoberta é muito importante para os pacientes que têm dano ao mecanismo da fala devido a um acidente vascular cerebral ou doença de Lou Gehrig. Considere que, se podemos reconstruir as conversas imaginada da atividade cerebral, milhares de pessoas poderiam se beneficiar." Informou Robert Knight, professor na Universidade de Berkeley que participou dessa pesquisa.

 "Os mesmos princípios podem ser aplicados a alguém que está imaginando um discurso. Há evidências de que a percepção e a imaginação podem ser muito similares no cérebro. Se você conseguir entender bem a relação entre o cérebro e os registros do som que ele faz, poderia sintetizar o som real que uma pessoa está pensando, ou ainda,  escrever as palavras com algum tipo de dispositivo de interface" acrescentou Brian Pasley, outro membro da mesma equipe de cientistas.

Ao explicar como conseguiram reproduzir sons monitorando a atividade cerebral, Paisley informou que primeiramente os pacientes ouviam palavras que lhes eram ditadas. A seguir o professor utilizava dois modelos de computador para analisar os sinais vindos dos eletrodos colocados na cabeça dos pacientes na tentativa de prever qual foi a palavra ouvida. O resultado final foi que os cientistas conseguiram reproduzir um som muito
 próximo do que os pacientes tinham ouvido.

Esse é um dos estudos mais promissores já realizados na tentativa compreender os principais aspectos envolvendo a forma como nosso cérebro codifica e armazena a linguagem.
Esse é sem dúvida um passo muito importante para que um dia se possa ler a mente humana. Ler pensamentos e reproduzi-los, teria aplicações em vários campos da medicina e beneficiaria sobretudo pessoas que não conseguem se comunicar com o mundo à sua volta.

Fonte:    Berkeley scientists crack brain wave code, hinting at mind reading ...


Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares