quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Frutas e Verduras Previnem Doenças Do Coração


Taxa de Mortalidade por Doença Cardíaca é reduzida ao se adicionar frutas e vegetais na alimentação.

Adicionar frutas e verduras na alimentação pode lhe salvar a vida



Acrescentar na sua dieta frutas e vegetais não servirá apenas para deixar sua silhueta elegante mas poderá salvar a sua vida.

Esta constatação é o que revela uma recente pesquisa da Universidade de Oxford.

Enquanto a velha regrinha de consumir pelo menos 5 diferentes frutas e vegetais por dia tem sido um mantra para o consumo de frutas e vegetais, os pesquisadores descobriram que as pessoas que consumiram oito ou mais porções tem 22% menos chances de morrerem de doenças do coração do que aqueles que consumiram três ou menos porções de frutas e vegetais por dia.

O estudo revelou que mesmo aqueles que não conseguem consumir oito porções ao dia, ao acrescentarem mais frutas e vegetais na alimentação diária têm reduzido o risco de problemas cardíacos.

Para cada porção adicional acima de duas por dia, os pesquisadores observaram uma redução de 4% no número de mortes por doenças cardíacas.

Embora estudos anteriores já tenham vinculado o consumo de frutas e legumes à saúde cardíaca, muitas pessoas ainda eram céticas duvidando que esses alimentos têm um efeito protetor direto no coração. Considerando-se a abrangência do estudo realizado (que envolveu mais de 300 mil participantes provenientes de oito países europeus diferentes) e a força de suas conclusões, alguns médicos acham que esses dados podem acabar com as dúvidas que ainda pairam sobre o papel das frutas e vegetais na saúde cardíaca.

"Esse provavelmente é o maior estudo desse tipo já realizado no mundo e deve convencer até mesmo os maiores céticos sobre o valor das frutas e vegetais," disse Dr. Randall Zusman, diretor da divisão de hipertensão no Hospital Geral de Massachusetts em entrevista para a ABC News.

Dr. David Katz, diretor do centro de pesquisas de prevenção da Universidade de Yale afirmou que este estudo faz uma relação entre o consumo ‘suficiente’ de frutas e verduras com o consumo ‘mais do que suficiente’ sugerindo que quanto maior for o consumo de vegetais melhor será a prevenção de problemas cardíacos. Ele demonstrou também preocupação ao constatar que a população americana nem mesmo se aproxima do consumo ‘suficiente’ de frutas e vegetais.

O material publicado terça-feira no Jornal Europeu de Coração (European Heart Journal), é parte do EPIC Trial, um estudo europeu de longo prazo criado para rastrear o efeito da ingestão de frutas e vegetais no câncer.

Nos Estados Unidos, a recomendação até então era de 5 porções diárias de frutas e verduras. Porém os Centros de Controle e Prevenção tornaram essa recomendação mais flexível num documento apelidado de ‘Fruits and Veggies’ (Frutas e Vegetais) que passou a considerar também idade, sexo e nível de atividade para definir as quantidades recomendadas.

Para um homem com vida sedentária em torno de 40 anos, as recomendações são agora dois copos de frutas e três xícaras de legumes por dia; para uma mulher sedentária na mesma faixa etária a recomendação é 1,5 xícaras de fruta e 2,5 xícaras de legumes.

Oito porções ao dia, que foi o consumo considerado ideal no estudo são aproximadamente 715 gramas (23 onças).

Comer quase um quilo e meio de vegetais por dia pode parecer assustador, mas na prática não é tanto assim. Um laranja grande de umbigo ou mesmo uma maçã grande pode chegar a cerca de 200 e poucas gramas. Somando-se saladas no almoço e no jantar poderíamos facilmente chegar aos valores recomendados.

A Dr. Francesca Crowe, líder da equipe que publicou o estudo admite no entanto que considerando que a maioria da população nos Estados Unidos e no Reino Unido consome menos de cinco porções por dia pedir para consumirem oito é forçar muito a barra.

Ela acrescenta que a cada porção adicionada a dieta resultaria num benefício adicional a saúde do coração. Segundo ela, essa poderia ser uma meta de saúde pública relativamente simples para incentivar todos a aumentar a ingestão de frutas e legumes em pelo menos uma porção a mais por dia.

De que forma comer Frutas e Verduras pode nos ajudar

O Dr. Keith Ayoob, professor adjunto do Departamento de Pediatria no Albert Einstein College of Medicine, em Nova York, informa que existem várias evidências em relação a forma como frutas e vegetais previnem doenças do coração. Segundo ele, frutas e legumes contêm vitaminas, minerais e antioxidantes que têm um efeito específico sobre a saúde cardiovascular.

Já o Dr. Stephen Devries, que trabalha na prevenção de doenças cardíacas no Northwestern Hospital explica em entrevista a ABC News que outra possível forma de atuação é o impacto que as frutas e vegetais tem na redução da inflamação cujo mecanismo de atuação nas doenças cardiovasculares já é bastante conhecida.

Ele observou ainda que é necessário considerar também que frutas e vegetais não apenas acrescentam elementos importantes na nossa alimentação, mas também substituem outros. Uma dieta rica em frutas e verduras deixa menos espaço para alimentos com alto teor de gordura, colesterol e sal, elementos frequentemente associados com aumento do risco de doença cardíaca.



Isto contribui para "baixar a pressão arterial (porque estes alimentos são livres de sal), diminuir o colesterol (por não terem gordura) , para perda de peso (porque eles tendem a serem associados com emagrecimento), além de reduzirem a taxa de açúcar no sangue (por possuírem baixos teores de carboidratos e açúcar).

Além disso, apenas por ocupar espaço no estômago (que poderia ser usado por alimentos não saudáveis) já traria grandes benefícios à saúde cardiovascular.



“Mais importante ainda, existem poucas (ou talvez nenhuma) contra-indicações em consumir grandes quantidades de frutas e vegetais. Eu digo a meus pacientes para comerem qualquer frutas e vegetais que gostem o quanto quiserem.” Afirmou o Dr. Ayoob, "Eles são tão boas para você. Na verdade, Os Vigilantes do Peso não deveriam nem contá-las em seus programas de controle de peso a partir de agora. Ninguém ganha peso ao comer legumes e frutas inteiras" afirmou ele na entrevista que concedeu a ABC News.



Referência: abcnews.go.com

Direitos Autorais

É expressamente proibida qualquer forma de cópia integral de qualquer postagem deste blog. No máximo você poderá citar trechos dando os devidos créditos e colocando link para postagem original. Caso você não obedeça essa determinação arcará com a responsabilidade perante a legislação sobre direitos autorais.

Se você achar que algum post está utilizando trechos de textos ou imagens que de alguma maneira firam seus direitos, por favor entre em contato no email contato@rstri.com


Postagens populares